musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - INSTINTO (PART. 3030) - CACIFE CLANDESTINO - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Instinto (part. 3030) letra


Calço o pisante, visto o moletom
Desço o morro embriagado chapando no som
Na seda bolo um do bom e segue a cena
Choro e sorriso lacrados na mesma algema

Clima tenso se mistura com o suspiro do vento
Solução ou problema depende do pensamento
Diamante lapidado de rua, conhecimento equivale a ouro
A policia me procura como na caça ao tesouro

Esporte violento, vivendo uma vida perigosa
Derrubo as portas com a sola e com a mente venenosa
Conheço os mandamentos, analiso as clausulas
Entre o alvo e a bala da pólvora

Entre o exílio que constitui saudade
Buscando o resgate da divina liberdade
Viajante das sombras, dos escombros, do escuro
Meu instinto rabiscando os muros

Montei meu time e fui pra rua jogar
Tem um exército marchando nas ruas
Antes de você imaginar
Eu já te atropelei

Montei meu time e fui pra rua jogar
Tem um exército marchando nas ruas
Eu te avisei
Quem vem das ruas, das ruas, não joga fácil

Desculpa não cola maluco, eu te avisei
Pelo correto eu vim, sem calma e sem dó, pelo tititi cansei
Juntei meu bonde, cai pra pista, aposto, não fode, é o amor e o ódio no jogo
Sem papo torto, se é pra ofuscar otário incompetente eu não me importo porra

Acho que neguin entendeu como a dimensão toda
Minha fúria e minha luta sempre pelos dimensão boa
Liberdade voa, eu sei, então que os bons estejam livres
E lembrem a vitoria sempre que o nosso tambor ecoa

Depois com o rei na barriga neguin acabou o amor
O meu instinto eh assassino com quem se emocionou
Os bicho de rua sabe
Malandro é quem da o bote sem ter contado vantagem

Fi, minhas rimas são, como são, claras tipo água cristalina
Sem entre linhas, na cara, não poupo nada
Sem massagem eu boto o rosto pro tapa e o pé no jogo
Arrumo 10 mil inimigos mas saio de alma lavada

Montei meu time e fui pra rua jogar
Tem um exército marchando nas ruas
Antes de você imaginar
Eu já te atropelei

Montei meu time e fui pra rua jogar
Tem um exército marchando nas ruas
Eu te avisei
Quem vem das ruas, das ruas, não joga fácil

Sangue da rua com a responsa vinda
Vem pelo ódio dos manos ou pelo amor das mina, hein
Tu tem um sonho o mundo vem e joga areia em cima
Juntei os grãos e enchi minha ampulheta, minha firma

Juntei os bons e acreditei no futuro
O bonde todo de preto, tamo sempre de luto
Felp já acende um do preto, tamo sempre com fumo
Geral trampando pesado então tamo sempre no lucro

Isso não é recompensa. Se tu desacredita
Até o mais distante ouve e se identifica
Sigo o instinto enquanto o destino palpita
Não busco o silencio até porque a maldade grita

Não vem dizer que eu não avisei
Talvez pra outra vez. Meu bonde é de OutraLei
O mic amplia minha voz, minha voz amplia minha alma
Se tu nasceu nesse inferno, tu não conhece o que é calma

Montei meu time e fui pra rua jogar
Tem um exército marchando nas ruas
Antes de você imaginar
Eu já te atropelei

Montei meu time e fui pra rua jogar
Tem um exército marchando nas ruas
Eu te avisei
Quem vem das ruas, das ruas, não joga fácil

Cacife Clandestino - Letras

©2003 - 2018 - musicas.mus.br