musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - DONO DA CIDADE (PART. LUCCAS CARLOS E LOLLA SALES) - CACIFE CLANDESTINO - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Dono da Cidade (part. Luccas Carlos e Lolla Sales) letra


[Felp]
Ela me chama pelo nome, eu digo: baby, agora é tarde
Cê não queria antes, hoje comando a cidade
Eu troquei meu telefone, revi as amizades
Só quem ficou do lado, meus guerreiros de verdade
Ela me chama pelo nome, baby
Agora é tarde, agora é tarde, agora é tarde
Eu troquei meu telefone, baby
Agora é tarde, agora é tarde
Eu comando a cidade

E ela se aproxima e me fala (fala)
Pega essa erva e acende
Nada dessas merda me abala
Fala do passado, cê lembra da gente
Eu sei que tudo nessa vida tem um preço
Toda energia nessa fita foi um peso
Bem que cê falava que eu não te mereço
Quando cê foi, até hoje eu agradeço, ei
Quanto tempos faz, mina vendo veneno
Meu terreno defendo, nesse plano insano
Eu sigo vivendo, para vida o governo
Não desisto, nem tremo
Sempre sendo eu mesmo
Comando o baile, minha quadrilha tá no palco
Eu tô bem, eu tô bem
(Essas vadias não vão me sugar)
Nada me atrapalha, o caminho cê que escolhe
Eu já sei, eu já sei
(Não esqueça a essência e a humildade do lar, não, não, não)
Não mudei, das energias que sugavam eu me livrei

Ela me chama pelo nome, eu digo: baby, agora é tarde
Cê não queria antes, hoje comando a cidade
Eu troquei meu telefone, revi minhas amizades
Só quem ficou do lado, meus guerreiros de verdade
Ela me chama pelo nome, baby
Agora é tarde, agora é tarde, agora é tarde
Eu troquei meu telefone, baby
Agora é tarde, agora é tarde
Eu comando a cidade

[Lola Salles]
Acordei mais cedo, lembrei de ligar pra você
O número já não é mais o mesmo
Se fosse você não ia me atender
Tá suave, eu já sei porquê
Ai é que tu vê
Paga pra me ver sofrer
Mas não é assim que vai ser
Deu as costas que ia me esquecer
Que eu não dou valor pra você, já é, pra você muita fé
Segue seu caminho, que eu sou flor e você só me trás espinho
Depois reclama que eu bato a porta e te deixo falando sozinho
Você também não ajuda, e eu não corro de briga
Me fala o problema das suas amiga
Não quer que eu me envolva, resolve tuas fitas
Eu tô bem resolvida, não tem mais nada entre a gente
Só que ainda eu sou a mulher da tua vida, da tua vida
Agora é fácil olhar em volta e achar quinze
Quer ver antes quando nada era arco-íris
Os tempos eram de crise, eu que fechei contigo
Antes dessas grana eu não via esses amigos

[Felp]
Ela me chama pelo nome, eu digo: baby, agora é tarde
Cê não queria antes, hoje comando a cidade
Eu troquei meu telefone, revi minhas amizades
Só quem ficou do lado, meus guerreiros de verdade
Ela me chama pelo nome, baby
Agora é tarde, agora é tarde, agora é tarde
Eu troquei meu telefone, baby
Agora é tarde, agora é tarde
Eu comando a cidade

[Luccas Carlos]
Foi você quem disse que não dava mais
Linda agora é tarde pra voltar atrás
Nossos universos não são iguais
Tudo que eu quero é só um pouco de paz
Você sempre reclamava de tudo
E eu fazia sempre tudo por nós
A gente sempre falava em tá junto
Mas eu já sabia o que viria após
Eu comando a cidade e elas ouvem meu som
Me livrei de suas grades
Investi meu tempo no dom
Mas quando a luz do palco apaga e eu me vejo só
Com várias minas sem valor ao meu redor
Eu lembro da gente e admito que era real
Hoje vejo essas grana, essa dama e tudo me parece tão falso
Me diz o que eu faço, qual o próximo passo?
Mas independente de tudo eu sempre respeitei seu espaço

[Felp]
Ela me chama pelo nome, eu digo: baby, agora é tarde
Cê não queria antes, hoje comando a cidade
Eu troquei meu telefone, revi minhas amizades
Só quem ficou do lado, meus guerreiros de verdade
Ela me chama pelo nome, baby
Agora é tarde, agora é tarde, agora é tarde
Eu troquei meu telefone, baby
Agora é tarde, agora é tarde
Eu comando a cidade

Cacife Clandestino - Letras

©2003 - 2018 - musicas.mus.br